Programa da FBN inclui obras suspeitas de plágio

O Globo - 22/01/2012 - Guilherme Freitas - Criado pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) para ampliar e renovar o acervo das bibliotecas públicas do país, o recém-lançado Cadastro Nacional de Livros de Baixo Preço inclui obras suspeitas de serem traduções plagiadas. A denúncia foi encaminhada à Procuradoria Geral da República nesta semana pela tradutora Denise Bottmann, que enumerou dezenas de casos. A maior parte deles envolve livros da Editora Martin Claret. Denise publicou em seu blog uma lista de obras suspeitas, comparando-as com as versões originais. Entre os livros citados estão O médico e o monstro, de Robert Louis Stevenson, O lobo do mar, de Jack London, e A mulher de trinta anos, de Balzac,todos com traduções atribuídas a Pietro Nassetti e denunciadas há anos como plágios.

Só dois dos 96 distritos de SP têm nº ideal de livros por habitante

Folha de S. Paulo - Agência Brasil - 24/10/2011 - Dos 96 distritos da cidade de São Paulo, apenas dois têm nas bibliotecas e nos pontos de leitura municipais mais de dois livros por habitante, segundo dados do Observatório Cidadão da organização não governamental (ONG) Nossa São Paulo. Apenas os distritos da Sé (com 16,59) e da Liberdade (com 2,6), ambos no centro da cidade, atingem esse patamar. Do total de distritos, 90 não conseguem chegar à marca de um livro por morador.

A privataria arruina a Biblioteca Nacional

Folha S. Paulo - 02.09.2012 - Elio Gaspari -  A BN é uma instituição secular que precisa de trato, cadeia de fast-books é outra coisa. Biblioteca, como diz o nome, é um lugar onde se guardam livros catalogados, acessíveis ao público. No caso da Biblioteca Nacional, um transeunte que entra no prédio para sapear o catálogo precisa deixar até os cadernos na portaria. Caneta não entra, só lápis preto. Se alguém for à página da BN na internet, terá à mão um catálogo de 576 mil obras, apesar de o acervo ser de pelo menos 2 milhões. Mais, nas palavras do seu Relatório de Gestão: "Para evitar sobrecarga (da rede elétrica), não é permitido aos leitores utilizar carregadores para equipamentos como computadores, gravadores e assemelhados".
 

"Bicicloteca" empresta livros para moradores de rua

Folha de S. Paulo  - Eduardo Geraque - 28/07/2011 - A Revolução dos Bichos, de George Orwell (1903-1950), é o livro que mais impressionou o ex-morador de rua Robson Mendonça, 60, gaúcho de Alegrete. Por gostar de ler, e não poder pegar nada emprestado de bibliotecas públicas por não ter comprovante de endereço, ele tinha um sonho. Quando melhorasse de vida, criaria uma biblioteca só para pessoas da rua.

Redução de gastos britânicos ameaça bibliotecas públicas

Folha de S. Paulo - Leila Correia - 28/01/2011 - Bibliotecas públicas do Reino Unido tornaram-se o centro de campanhas movidas por comunidades do interior do país que desejam evitar o fechamento de centenas delas. Os cortes fazem parte do esforço para reduzir em 83 bilhões de libras (R$ 227 bilhões) as despesas públicas, anunciado em outubro pelo governo do premiê conservador David Cameron e de seu vice, o liberal-democrata Nick Clegg. O corte deve ser implementado em 1º de abril. Os conselhos locais - de onde sai a verba para as bibliotecas públicas - sofrerão redução de 7,1% em seus repasses anuais até 2015.

A Biblioteca de Alexandria

A Biblioteca de Alexandria foi uma das maiores bibliotecas do mundo e se localizava na cidade egípcia de Alexandria que fica ao norte do Egito, situada a oeste do delta do rio Nilo, às margens do Mar Mediterrâneo.

É hoje, o mais importante porto do país, a principal cidade comercial e a segunda maior cidade do Egito. Tem cerca de 4.4 milhões de habitantes.

A cidade ficou conhecida por causa do empreendimento de tornar-se, na Antigüidade, o centro de todo conhecimento do homem, com a criação da Biblioteca de Alexandria.

Considera-se que tenha sido fundada no início do século III a.C., durante o reinado de Ptolomeu II do Egito, após seu pai ter construído o Templo das Musas (Museum).

É atribuída a Demétrio de Falero sua organização inicial. Estima-se que a biblioteca tenha armazenado mais de 400.000 rolos de papiro, podendo ter chegado a 1.000.000.

1 de cada 10 livros sumiu de bibliotecas e pontos de leitura nos últimos 4 anos

O Estado de S. Paulo - Adriana Ferraz - 08/11/2011 - O acervo cultural de São Paulo perde 86,7 mil livros por ano. Levantamento obtido pelo Estado com dados de 70 bibliotecas e pontos de leitura municipais mostra que 347 mil livros sumiram das prateleiras entre 2006 e 2010. A queda geral nos últimos quatro anos é de 12%. Mas há unidades em que seis de cada dez obras desapareceram.

Biblioteca Nacional completa 202 anos

A Biblioteca Nacional comemora, nesta segunda-feira, 29/10, 202 anos de existência. Uma das dez maiores bibliotecas do mundo e a maior da América Latina segundo a UNESCO, a Biblioteca Nacional funciona diariamente e atende pesquisadores, estudantes e visitantes em geral (a partir do ano passado, passou a abrir também nos finais de semana e feriados para visitas guiadas). Seu acervo de 9 milhões de livros, jornais, revistas, fotografias, documentos e manuscritos, que inclui muitas raridades, abrange mil anos da cultura letrada da humanidade. As visitas orientadas por guias especializados é uma boa maneira de conhecer a história da biblioteca que chegou nas caravelas junto com a corte portuguesa e a arquitetura do prédio-sede construído há um século no centro do Rio.

A situação do acervo de Jorge Amado é um escândalo

Correio da Bahia - Jairo Costa Júnior - O escritor baiano João Ubaldo Ribeiro, 66 anos, não é bem do tipo brigador, como seu contemporâneo Caetano Veloso, que adora uma polêmica, mesmo quando não é convidado a entrar nela.

O que não quer dizer que ele dispense uma boa contenda. Desta vez, o que tirou o sono do autor de Viva o povo brasileiro, Sargento Getúlio e A casa dos budas ditosos – só para ficar em alguns exemplos – foi a crise que ameaça o acervo de mais de 250 mil itens, abrigado na Fundação Casa de Jorge Amado, no Pelourinho.

A torre literária de SP reabre dia 25

O Estado de S. Paulo - 03/01/2011 - Daniel Piza -O busto do escritor está atrás, num dos pequenos gramados da Praça Dom José Gaspar, quase escondido entre as árvores, quase invisível para desabrigados e transeuntes, com uma pichação indecifrável na lateral da base de pedra - e de costas para a torre art déco de 22 andares da biblioteca que leva seu nome, na esquina da Avenida São Luís com a Rua da Consolação, poucos metros acima da Ladeira da Memória. Mesmo assim, ele poderia sorrir. Erguida para conservar a memória cultural de São Paulo, a Biblioteca Mário de Andrade será reaberta na íntegra no aniversário da cidade, em 25 de janeiro, depois de passar décadas sofrendo "deterioração crônica".

Bibliotecas de Metrô e CPTM serão desativadas

Estadão - 17.10.2012 - Alternativas à falta de tempo e à dificuldade que paulistanos têm para encontrar espaços para empréstimo de livros, as bibliotecas do Embarque na Leitura, instaladas em estações de metrô e trem, fecharão até o fim deste mês. A informação foi confirmada pelos funcionários do Instituto Brasil Leitor (IBL), idealizador do projeto. O motivo do encerramento, de acordo com o instituto, é a falta de patrocínio há mais de dois anos. A única que continuará aberta ao público será a da Estação Paraíso, da Linha 1-Azul e 2-Verde do Metrô, que ainda é patrocinada por uma siderúrgica suíça e tem o maior número de usuários inscritos, mais de 20 mil. 

Biblioteca da USP importa robô único no Brasil para digitalizar livros

Abril.com - 19/01/2009 - Rafael Kato - A Universidade de São Paulo (USP) acaba de adquirir um scanner robotizado para digitalizar as obras doadas por José Mindlin à biblioteca Brasiliana USP, cujo prédio é construído na Cidade Universitária. O acervo pessoal de Mindlin tem 30 mil volumes e, com a ajuda do scanner, será disponibilizado gratuitamente na internet. Segundo o professor István Jancsó, coordenador do projeto Brasiliana USP, trata-se do primeiro equipamento do gênero no país, adquirido por R$ 1,5 milhão, dinheiro conseguido com verba da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Braço direito de Marta Suplicy assume diretoria executiva da Biblioteca Nacional

O Globo - 11/03/2013Maristela Rangel Pinto, atual chefe de gabinete de Marta Suplicy no Ministério da Cultura (MinC), assumirá a diretoria executiva da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) nas próximas semanas. A decisão foi confirmada nesta tarde pela assessoria de imprensa da biblioteca. Segundo O GLOBO apurou, este foi o caminho encontrado por Marta para manter o atual presidente da FBN, Galeno Amorim, no cargo. Nos últimos meses, ele enfrentou uma greve de servidores e uma série de problemas estruturais na sede da instituição — entre eles temperaturas de mais de 40 graus.

Biblioteca de José Mindlin poderá ser acessada pela internet

G1.Globo - 20/05/2009 - Colecionador doou seus livros raros à USP. Um robô "devorador de livros" está escaneando os exemplares.  A paixão de um brasileiro por seus livros em breve vai ser compartilhada com todos nós. A Universidade de São Paulo se prepara para receber parte da biblioteca Brasiliana, doada pelo empresário e colecionador José Mindlin. Poderá ser acessado de qualquer parte do mundo, pela internet, e também fisicamente, em um prédio que está sendo construído para receber a Brasiliana. A biblioteca por enquanto é toda imaginação. “São três andares de livros. Todas as paredes com toda coleção exposta. A ideia é que a gente tivesse sempre o visitante em contato com o acervo”, explica o arquiteto Rodrigo Mindlin Loeb. Este será o corpo da Brasiliana, biblioteca formada por 17 mil títulos, todos sobre o Brasil ou feitos no Brasil, doados à USP pelo avô de Rodrigo, o empresário e bibliófilo, José Mindlin.

Biblioteca Nacional sofre com furtos de importantes obras

O Globo - 29/05/2011 - Por André Miranda - Algumas gerações de brasileiros, que por mais de 50 anos cresceram lendo a principal revista infantil do país na primeira metade do século XX, podem se considerar órfãs. As duas primeiras edições do almanaque O Tico-Tico - a primeira revista em quadrinhos do Brasil -, publicadas em 1905, foram furtadas da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), no Rio.

Com poder e verba, Biblioteca Nacional é criticada por descuidar de acervo

Folha de S.Paulo - 22.12.2012 - MATHEUS MAGENTA e RAQUEL COZER - Na última terça-feira, quando uma grade de 1,25 m x 0,55 m despencou de oito metros de altura dentro da sede da Biblioteca Nacional, no Rio, o presidente da instituição, Galeno Amorim, estava em reuniões em Brasília. Ele continuava lá no dia seguinte, quando funcionários fizeram, na frente do centenário prédio carioca, o segundo protesto do ano pelas más condições do lugar -que atingiu alto nível de degradação neste ano, com infiltrações e problemas elétricos.

Biblioteca de SP comemora um ano com 150 mil livros emprestados

G1 - 08/02/2011 - A Biblioteca de São Paulo comemora nesta terça-feira (8) um ano de existência e acumula mais de 150 mil livros emprestados e quase 310 mil visitas. Segundo dados da Secretaria de Estado da Cultura, neste primeiro ano, 30 mil pessoas foram cadastradas na biblioteca. Cerca de oitenta pessoas com deficiência frequentaram o espaço assiduamente.

Biblioteca Nacional aprova tradução de 28 livros brasileiros

G1 - 09/11/2011 - Foram publicadas no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (9/11/2011) informações sobre a aprovação de 28 bolsas de tradução para obras de autores brasileiros. O Programa de Apoio à Tradução de Autores Brasileiros tem objetivo de difundir a literatura brasileira no exterior, por meio de apoio à tradução de livros previamente editados.

Biblioteca do Exército terá vampiros, lobisomens e Marx

Folha de S. Paulo - Breno Costa - 04/11/2011 - Vampiros, lobisomens e personagens de contos de fadas entrarão em breve numa sala no segundo andar do Quartel-General do Exército, em Brasília. O Coter (Comando de Operações Terrestres), braço operacional do Exército e responsável pela missão brasileira no Haiti, abriu licitação na semana passada para a compra de 199 livros para reforçar seu setor jurídico e uma biblioteca, de uso dos militares.

Centro do Rio é a região que reúne o maior número de bibliotecas

O Globo - 22.09.2012 - Simone Candida - Apesar da agitação e do barulho das ruas, o Centro do Rio ainda tem refúgios de tranquilidade que convidam à leitura. Junto com a Biblioteca Nacional e o Real Gabinete Português — que se destacam tanto pela riqueza do acervo, quanto pela beleza arquitetônica —, o Centro é a região da cidade que reúne o maior número de bibliotecas. A lista, com mais de 20, inclui desde as que oferecem títulos diversificados, como a Biblioteca Euclides da Cunha, localizada no Palácio Gustavo Capanema, até estantes mais especializadas, como a Biblioteca Paulo Santos, no Paço Imperial, repleta de títulos de arquitetura do Brasil e de Portugal. No próximo dia 12, o roteiro da boa leitura na área central volta a contar com um antigo endereço: a biblioteca do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) reabrirá as portas depois de passar dois anos em obras.

Biblioteca de SP tenta atrair o público com best-sellers e computadores

Folha de S.Paulo - 08.02.2010 - ANA PAULA SOUSA - No final da tarde da última quinta-feira, arrematou-se o último detalhe da festa. Com ar triunfante, o responsável pela área tecnológica da Biblioteca de São Paulo exibiu, para a diretora Magda Montenegro, a primeira carteirinha de sócio. O documento será entregue hoje ao governador José Serra, durante a inauguração do espaço. "Não é uma ótima ideia dar para ele a carteirinha número um?", pergunta, sorridente, a bibliotecária. Vinda de uma biblioteca universitária, no Rio de Janeiro, Montenegro está cheia de entusiasmo com o novo projeto, orçado em R$ 12,5 milhões e filho protegido do secretário de Cultura, João Sayad. "O secretário me liga todos os dias e já deu a ordem: "Saiu um livro, compra logo".

DESTITUÍDOS

O Estado de S.Paulo - 28.03.2013 - JOTABÊ MEDEIROS - O cientista político e ensaísta Renato Lessa será o novo presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), substituindo Galeno Amorim, demitido pela ministra Marta Suplicy. A crise que derrubou Galeno Amorim começou com a queda da ex-ministra Ana de Hollanda, de quem era próximo, e teve um lance decisivo há alguns dias: duas coordenadoras da área de educação da FBN, Elisa Machado e Cleide Soares, deixaram a instituição disparando críticas públicas à gestão do presidente.

Bahia celebra o bicentenário da 1º Biblioteca Pública

G1 - 05/05/2011 - A Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 200 anos no próximo dia 13. A programação de aniversário conta com debates, apresentações artísticas e relatos de personalidades sobre sua relação com o livro. Instalada no tradicional bairro dos Barris, no Centro Antigo de Salvador, ela é a primeira biblioteca pública do Brasil e da América Latina. A celebração do bicentenário tem um toque especial.

Biblioteca Digital Mundial se abre

No dia 21 de abril de 2009, o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Muniz Sodré, e a Coordenadora de Informação Bibliográfica da FBN, Angela Bettencourt, participam do lançamento da World Digital Library (WDL) – a Biblioteca Digital Mundial. O projeto prevê a digitalização de documentos, cartas, fotos, mapas e sua apresentação nas seis línguas oficiais da ONU (inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo) e mais o português. Nesta primeira fase a FBN enviou para a WDL os seguintes documentos digitalizados: 1.500 mapas raros dos séculos XVI a XVIII e 42 álbuns com cerca de 1.200 fotografias pertencentes à Coleção Thereza Christina Maria, doada pelo Imperador D. Pedro II à Biblioteca Nacional.

Biblioteca do Além atrai visitantes de cemitério em SP

Globo - 02.11.2007 - Roney Domingos - Escritores eternizados em livros dividiam espaço – e a atenção de visitantes - com os túmulos do Cemitério São Luís, localizado na periferia da Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (2), Feriado de Finados. Em uma banca montada sob uma barraca de plástico, a Organização Não-Governamental Educa São Paulo colocou à disposição do público 2,3 mil livros, que podiam ser observados, manuseados, lidos e – enfim – levados gratuitamente pelos interessados.  

Biblioteca do Mosteiro de São Bento

A Biblioteca é de 1598, provavelmente a mais antiga da cidade, fica dentro do mosteiro, no centro de São Paulo. São mais de 100 mil títulos. Na sua maioria obra de Humanidades, como Religião, Filosofia, História e Literatura.

Mais antiga somente a do Mosteiro de São Bento da Bahia, fundada em 1582.

A Ordem de São Bento foi fundada pelo santo católico que viveu entre os anos 480 e 550.

Seguem com rigor os 73 capítulos do livro atribuído ao santo conhecido como “Regras de São Bento”.

A leitura faz parte das Regras. O hábito de ler é cultivado até durante as refeições. Enquanto os monges, em silêncio absoluto, comem, um fica responsável por recitar textos sagrados e trechos de livros de Filosofia e História.

A biblioteca tem um caráter particular e tem duas portas de entrada. Uma voltada para o uso interno dos monges que pode ser acessada a qualquer dia, a qualquer horário e outra onde são recebidos os visitantes externos, em geral, alunos do colégio e da faculdade.

Pesquisadores e estudiosos são bem vindos, desde que com agendamento prévio. É proibido circular entre as estantes. O freqüentador solicita o que quer e o bibliotecário localiza a obra.

O acervo conta com 581 títulos publicados entre os séculos 15 e 18. O cuidado é tanto que não se usa “etiquetas” nas lombadas dos livros. São usadas tirinhas de papel colocadas entre a capa e a folha de rosto com as informações sobre a obra.

Na biblioteca há tesouros raríssimos, como seis incunábulos. O mais antigo do acervo, de 1496, traz o Novo Testamento em quatro volumes. Há ainda um exemplar romeno de 1500 com a coleção de sermões de Pelbarti de Themefwar, um pregador húngaro.

Incunábulo: É um livro impresso nos primeiros tempos da imprensa com tipos móveis, não escrito à mão. A sua origem vem da expressão latina in cuna, "no berço", referindo-se assim ao berço da tipografia. Refere-se às obras impressas entre 1455, data aproximada da publicação da Bíblia de Gutenberg, até 1500.

Fontes:

- O Estado de São Paulo, Segredos da Biblioteca do Mosteiro, Por Edison Velga.

- Wikipédia / Incunábulo.

- Mosteiro de São Bento de São Paulo

- Biblioteca do Mosteiro de São Bento da Bahia

Biblioteca Mário de Andrade fortalece a cultura paulistana há 78 anos

Considerada uma das mais tradicionais instituições culturais do país, a Biblioteca Mário de Andrade, foi criada em 25 de fevereiro de 1925, quando a Bibliotheca Municipal de São Paulo, que pertencia à Câmara foi reformada e franqueada ao público. Foi instalada em 1926 na Rua Sete de Abril, 37, onde funcionou durante 15 anos.

Importantes aquisições enriqueceram seu acervo, destacando-se a compra em 1936 da biblioteca de Félix Pacheco, escritor e Ministro da Relações Exteriores, que reuniu em seu tempo a maior coleção privada de obras raras e de Brasiliana do país.

Em 1937 foi doado por Batista Pereira, advogado e genro de Rui Barbosa, um acervo com grande quantidade de manuscritos e obras antigas. Em 1939 foi incorporado ao acervo da Biblioteca Pública do Estado, então com 70.000 volumes.

Biblioteca mostra evolução da cidade

O Estado de S. Paulo - 07/05/2008 - por Vitor Hugo Brandalise - Além dos jardins, lagos, museus e do planetário, o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, terá uma biblioteca com 2.500 livros, 200 teses e trabalhos técnicos e 500 fotos de época, com temática voltada ao meio ambiente. A inauguração será nesta quinta-feira, dia 8, às 14h. Batizada de Espaço Sapucaia, é vinculada à Secretaria do Verde e à Universidade Livre do Meio Ambiente e Cultura de Paz (Umapaz), que funciona no parque desde 2005.

Em debate, o peso do acúmulo de papéis

O Estado de S. Paulo - Raquel Cozer - 20/06/2011 - Depositária do acervo bibliográfico e documental do Brasil, a Biblioteca Nacional voltou a comandar as políticas do livro e da leitura - reacendendo a discussão sobre os melhores rumos de suas funções. O anúncio foi feito com pompa em São Paulo, onde desembarcou, na última quarta-feira, o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Galeno Amorim.

Biblioteca Nacional alcança a marca de meio milhão de obras registradas

Estadão - 12.06.2010 - Raquel Cozer - No mês em que o direito autoral chega ao centro da discussão política no País - depois de amanhã, o Ministério da Cultura lança a consulta pública do Anteprojeto da Lei de Direitos Autorais -, a Fundação Biblioteca Nacional alcançará a marca de 500 mil obras intelectuais registradas. Isso deve ocorrer em até duas semanas, segundo o responsável técnico Jaury de Oliveira, do Escritório de Direitos Autorais. O dado curioso é que, no intervalo de quase cem anos entre o primeiro registro - o livro Lithographia e Chromolithographia, de León de Rennes, em 1899 - e 1995, só 90 mil obras foram registradas; as outras 410 mil o foram nos últimos 15 anos.

Biblioteca Nacional comemora 199 anos

São 199 anos de acervo, originado da coleção que pertenceu à Família Real, e quase um século de obras preservadas na Cinelândia, no edifício inaugurado em 1910. A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) organiza uma semana especial de eventos, em celebração ao aniversário da Biblioteca e ao Dia do Livro, ambos comemorados no dia 29 de outubro.

Doze mil bibliotecas que mudam vidas

O Estado de S.Paulo - The New York Times - 09/11/2011 - Um dos triunfos legendários da filantropia foi a construção por Andrew Carnegie de mais de 2.500 bibliotecas mundo afora. Sua fama em estimular o aprendizado jamais foi igualada, mas, numericamente, seu feito foi ultrapassado várias vezes por um americano de quem provavelmente o leitor jamais ouviu falar.

Biblioteca Nacional comemora 200 anos

Nesta sexta-feira, 29 de outubro de 2010, a Biblioteca Nacional do Brasil comemora seus 200 anos. Considerada pela Unesco uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, neste ano, a instituição comemora, também, o centenário de fundação do prédio, localizado na Cinelândia, Rio de Janeiro. Hoje, sob sua guarda, somam-se mais de 9 milhões de obras. Centenas de pesquisadores, estudantes, turistas, passam diariamente pelo prédio, que funciona como sede da Fundação Biblioteca Nacional, instituição vinculada ao Ministério da Cultura.

Biblioteca Nacional comemora os 100 anos de nascimento de Guimarães Rosa

A Fundação Biblioteca Nacional tem o prazer de realizar nesta quarta feira, 25 de junho de 2008, o “Quarta as quatro”, com estudos comemorativos sobre os 100 anos do nascimento do ilustre escritor Guimarães Rosa. O evento, que terá como mediador Vitor Lorio e conta com o apoio do Instituto Embratel, acontece no Auditório Machado de Assis, na rua México s/nº - Centro - Rio de Janeiro, às 16h. A entrada é gratuita.

Biblioteca Nacional Francesa exibe livros "OBSCENOS" de seu "INFERNO" Secreto

Ansa Latina - 30.11.2007 - PARIS - O fundo secreto da Biblioteca Nacional da França, em Paris, será aberto pela primeira vez ao público na próxima terça-feira. No catálogo inédito, estão livros considerados "contrários aos bons costumes" e "obscenos", dado o erotismo da coleção, de volumes libertinos ou mesmo pornográficos. O apelido da sala secreta dá uma boa idéia do que se trata: "Inferno". No dia da abertura, inaugura-se também a mostra "L'Enfer de la Bibliotheque, Eros au secret" (O Inferno da Biblioteca, Erotismo secreto), que contará com 350 exemplares em exposição, entre livros e ilustrações.

Biblioteca Nacional retoma 385 livros furtados

Folha de S. Paulo - 20/10/2007 - A PF (Polícia Federal) recuperou na sexta-feira (19/10) 385 livros que tinham sido furtados da Biblioteca Nacional. Contendo carimbos da instituição, eles estavam sendo descarregados de um furgão por funcionários do sebo Le Bouquiniste, no centro do Rio. O proprietário da livraria, cujo nome não foi divulgado, foi preso por crime de receptação de mercadoria furtada (três a oito anos de reclusão). Há algumas edições importantes no lote, como exemplares da História da Companhia de Jesus no Brasil, de Serafim Leite (1890-1969).

Fundação Biblioteca Nacional – Releitura do seu “Histórico”

A Biblioteca Nacional do Brasil, considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, é também a maior biblioteca da América Latina. O núcleo original de seu poderoso acervo calculado hoje em cerca de nove milhões de itens é a antiga livraria de D. José organizada sob a inspiração de Diogo Barbosa Machado, Abade de Santo Adrião de Sever, para substituir a Livraria Real, cuja origem remontava às coleções de livros de D. João I e de seu filho D. Duarte, e que foi consumida pelo incêndio que se seguiu ao terremoto de Lisboa de 1º de novembro de 1755.

Fungos ameaçam acervo da Biblioteca Mário de Andrade

Folha S. Paulo - 26/08/2013 - RAQUEL COZER - Parte do acervo da Biblioteca Mário de Andrade, o segundo maior do país, está infestada por fungos. Levantamento interno feito entre dezembro de 2012 e fevereiro deste ano constatou que ao menos 15 dos 22 andares com acervo na torre principal da biblioteca, no centro de São Paulo, foram atingidos em alguma medida. Foram 18 mil livros -incluindo raros, mais antigos- afetados, dentre os cerca de 340 mil que ficam nesses andares. No total, a biblioteca tem 7 milhões de itens, considerando livros, periódicos, mapas, fotos e documentos.

Funcionários da Biblioteca Nacional farão protesto no Centro contra condições precárias

O Globo - 19.12.2012 - Os servidores da Fundação Biblioteca Nacional farão nesta quarta-feira uma manifestação ao meio dia nas escadarias de sua sede, na Avenida Rio Branco. Segundo eles, o objetivo é denunciar as precárias condições de funcionamento da instituição. Os funcionários afirmam que as instalações elétricas e hidráulicas antiquadas são um risco à segurança do prédio, inaugurado em 1910. Reclamam ainda que sofrem com temperaturas de 40 graus em diversos setores, como nos armazéns de guarda de livros, onde, segundo eles, já foram registrados mais de 50 graus.

Biblioteca Pública e leitura: o livro - do mundo ao cibermundo

De 4 a 7 de dezembro, no Rio de Janeiro, no Auditório Machado de Assis (FBN) acontece sob o tema: Biblioteca Pública e leitura: O Livro - do Mundo ao Cibermundo o II SIMPÓSIO LATINO-AMERICANO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS, XIV ENCONTRO NACIONAL DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS E XII ENCONTRO NACIONAL DO PROLER. Inscrições: de 01 a 19 de novembro de 2007. Programação completa no LER MAIS. Mais informações: Telefone: (21)2210-1134 ou escreva para: encontro2007@bn.br.

Bibliotecas de São Paulo receberão a Bíblia completa em Braile

A primeira entrega acontece neste sábado, 1º de maio, para a Biblioteca Louis Braille, do Centro Cultural São Paulo, nas comemorações de seus 63 anos de existência. O conjunto de 38 volumes, editado pela Sociedade Bíblica do Brasil, estará disponível para os frequentadores deste espaço especialmente idealizado para deficientes visuais. "Estamos felizes com esta iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo. Abastecer bibliotecas com a Bíblia em Braile é dar oportunidade a várias pessoas com deficiência visual de ter acesso à Palavra de Deus, já que um único exemplar pode ser compartilhado de forma democrática por vários leitores", afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da entidade, Erní Seibert.

Bibliotecas em pontos de ônibus de Brasília aumentam interesse pela leitura

Clica Brasília - 12.01.2008 - O número de bibliotecas comunitárias distribuídas em algumas paradas de ônibus da Asa Norte, em Brasília, aumentou. Até a semana passada, o brasiliense que esperava a chegada de ônibus nos pontos que vão da 712 à 716 Norte contavam com 10 prateleiras de livros para pegar emprestado, levar para casa e devolver sem pagar nada. Na última semana, foram inauguradas pelo menos mais seis dessas bibliotecas na região, completando os pontos de ônibus das quadras que começam na 710 Norte, com um total de 16 unidades.

CAMP CAXINGUI abre as portas de sua biblioteca para moradores do Butantã em SP

O Centro de Aprendizagem e Monitoramento Profissional Caxingui (CAMP Caxingui), ligado ao Rotary Ensino Profissionalizante (REP), passou a oferecer um novo serviço à população do bairro Butantã e imediações. Trata-se de uma biblioteca comunitária que empresta, gratuitamente, livros aos moradores do bairro. O acervo, de cinco mil obras, foi conseguido por meio de doações. Só em 2006, mais de 500 usuários se beneficiaram com a novidade. “Nossa intenção é atender principalmente pessoas carentes, quem não tem acesso aos livros por não terem condições econômicas para comprá-los”, explica Flávio Canali Ferreira, diretor presidente da entidade.

Comissão de Especialistas

Biblioteca Nacional - 05.01.2010 - A Biblioteca Nacional informa às editoras que foi formada uma Comissão de Especialistas para a seleção de livros que poderão ser adquiridos pelo Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, dentro das ações do Programas Livro Aberto, da competência da FBN, com recursos provindos do Programa Mais Cultura, ambos os Programas do Ministério da Cultura. No caso de Editoras, Distribuidoras, e Livrarias que estiverem interessadas em fornecer catálogos e/ou mesmo publicações para análise, entrar em contato diretamente com o SNBP (snbp@bn.br) e/ou enviar correspondencia diretamente para cada uma das àreas de conhecimento até o dia 30 de janeiro.

Departamento do Patrimônio Histórico / Edifício Ramos de Azevedo

Criado em 1975, o Departamento do Patrimônio Histórico tem suas origens no Departamento de Cultura, idealizado e dirigido por Mário de Andrade em 1935. Tendo originalmente a atribuição de preservar e divulgar os documentos relativos à memória da cidade de São Paulo, o DPH teve gradativamente sua competência ampliada. Passou a ser a instituição responsável pela formulação e implementação de políticas de preservação e valorização dos conjuntos documentais, dos acervos tridimensionais e do patrimônio edificado e ambiental de significado histórico e cultural.

História mal contada

O Globo - 04/05/2012 - Por André Miranda - A inundação na sede da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), ocorrida anteontem devido ao vazamento de um duto do ar condicionado, foi muito mais grave do que a direção da instituição informou. Obras da primeira metade do século XX foram atingidas, jornais ficaram completamente encharcados e as goteiras chegaram até o setor de manuscritos. Os danos totais, segundo funcionários que estiveram no local, ainda não podem ser mensurados.

Depósito Legal completa 100 anos

No dia 20.12.2007 a Lei do Depósito Legal completou 100 anos de existência. Pela lei nº 10.994, reformulada em 14.12.2004, há a exigência de remessa à Fundação Biblioteca Nacional de um exemplar de todas as publicações produzidas em território nacional, para assegurar a coleta, guarda e difusão da produção intelectual brasileira.

Dia do Bibliotecário / 12 de Março

O Dia do Bibliotecário (Decreto nº 84.631, de 12.04.1980) é comemorado no dia 12 de Março em homenagem ao bibliotecário, engenheiro, jornalista, poeta, compositor, humorista e publicitário Manuel Bastos Tigre que nasceu nesta data, no Recife, PE, no ano de 1882. Manuel Bastos Tigre ao terminar o curso de Engenharia, em 1906, resolveu fazer aperfeiçoamento em eletricidade, no Estados Unidos. Uma vez lá, conheceu o bibliotecário Melvil Dewey, que instituiu o Sistema de Classificação Decimal. Este encontro foi decisivo na sua vida, porque, em 1915, aos 33 anos de idade, largou a engenharia para trabalhar com biblioteconomia.

Marta terminou a faxina da biblioteca

Folha de S.Paulo - 15.04.2013 - Elio Gaspari - A ministra da Cultura, Marta Suplicy, concluiu a faxina da Biblioteca Nacional. Aquilo que pareceu uma simples troca de direção, com a escolha do professor Renato Lessa para o lugar e a transferência das políticas editoriais do governo para um setor adequado, foi uma limpeza de bom tamanho. Caindo aos pedaços, a Biblioteca Nacional vinha sendo privatizada pelo interesse de editoras e medalhões. Num lance de marquetagem, chegou a criar um programa de compras de livros a R$10 o exemplar. Parecia coisa boa, mas era apenas a aquisição de encalhes que custavam às editoras a preservação do estoque.

Ex-ministro Delfim Netto doará biblioteca pessoal à USP

Folha de S. Paulo - 14/02/2011 - O economista e ex-ministro da Fazenda Antonio Delfim Netto vai doar sua biblioteca pessoal para a USP (Universidade de São Paulo). Com 250 mil livros, a coleção é uma das maiores bibliotecas privadas do Brasil. O motivo da doação, ele conta rindo, são os 82 anos. "Eu estou ficando velho, e a USP vai continuar." Dizendo não ser um bibliófilo, o ex-ministro afirma que seu acervo é uma "biblioteca de trabalho, especializada".

Documentos de João Cabral são doados ao estado

Pernambuco.com - 09.10.2007 - A pesquisadora e professora da Universidade de Pernambuco (UPE) Selma Vasconcelos entrega hoje em sessão pública sua pesquisa João Cabral de Melo Neto - O Pernambucano à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), durante palestra na VI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. O projeto, realizado com apoio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), se baseia nas cartas do escritor. A doação do material agrega ao acervo do estado um arquivo de 400 documentos pessoais do poeta.

Eleição Nova Diretoria Executiva da FEBAB

A FEBAB informa que durante Assembléia Geral da FEBAB realizada em 22 de agosto de 2008 com a presença das Associações filidas, foi eleita a Nova Diretoria Executiva da FEBAB para o período de 2008-2011, cujos membros encontram-se relacionados ao final dessa mensagem. Convida os bibliotecários para participarem da transmissão de gestão a ser realizada em 30 de agosto de 2008, das 10 as 13 horas no Auditório do Instituto Cervantes (Av. Paulista, 2439, São paulo, SP).

Obras raras da biblioteca do ministério são recuperadas

MEC - 12.03.2013 - Rovênia Amorim - Obras raras do século XIX, de história do Brasil e outras coleções antigas da biblioteca do Ministério da Educação, passam por processo de higienização e restauração. O trabalho teve início em fevereiro e o contrato com a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal (Apae-DF) tem duração de um ano. Dez jovens, com mais de 18 anos, revezam-se no trabalho. Todos passaram por curso técnico, realizado pela Universidade de Brasília (UnB).

Estantes temáticas

O Estado de S. Paulo - 19/09/2007 - por César Giobbi - Pouca gente sabe que São Paulo é uma das cidades que mais tem bibliotecas públicas no mundo: ao todo são 64. Agora, a Secretaria Municipal de Cultura vai transformar oito delas em bibliotecas temáticas. Segundo César Giobbi, além do acervo normal, a Secretaria comprará para estas bibliotecas livros e coleções específicas sobre alguns assuntos. Assim, já foram inauguradas as de Poesia e Cultura Popular e em outubro, será a vez das de Contos de Fadas e Música.

Não deveríamos produzir eventos editoriais, diz novo presidente da Biblioteca Nacional

Folha de S. Paulo - 04/05/2013 - Marco Aurélio Canônico / Raquel Cozer - Dois ventiladores tentam cumprir, na sala de reuniões do gabinete da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), o papel que caberia a um dos antiquíssimos aparelhos de ar condicionado da instituição --posicionado, inerte, ali perto. É um sintoma do aniversário indesejável que a instituição --detentora do oitavo maior acervo do mundo--, faz neste mês. Completa um ano sem ar-condicionado, desde que o vazamento de um aparelho inundou um andar. É um mês de decisões emergenciais. Com a saída das políticas de livro e leitura da estrutura da FBN -estas ficarão no MinC, sob comando do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL)-, é preciso redesenhar o organograma.

Lei obriga escolas públicas e privadas a ter biblioteca

Agência Brasil - 25/05/2010Talita Cavalcante - O Diário Oficial da União traz publicada na edição de hoje (25) a lei que obriga todas instituições públicas e privadas de ensino do país a ter uma biblioteca. A Lei 1.244/2010 determina toda escola tenha um acervo de livros nas bibliotecas de pelo menos um título por aluno matriculado. Cabe à instituição adaptar o acervo conforme as necessidades, promovendo a divulgação, preservação e o funcionamento das bibliotecas escolares. As escolas terão até dez anos para instalar os espaços destinados aos livros, material videográfico, documentos para consulta, pesquisa e leitura.

Os labirintos da Biblioteca Nacional

O Globo - 18/07/2013 - André Miranda e Leonardo Cazes - Num ambiente com milhões de livros e periódicos, o principal assunto hoje nos corredores da Biblioteca Nacional é um documento de 55 páginas que ficou pronto no fim de junho e foi produzido pela Controladoria Geral da União (CGU). Nele aparecem indícios de superfaturamento na compra de equipamentos para bibliotecas públicas, sugere-se que funcionários da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) mantêm relações pessoais com instituições que assinaram contratos milionários com o governo, questionam-se gastos em eventos como a Feira de Frankfurt e ainda são apontados convênios firmados com uma instituição inadimplente. [...] Entre os principais pontos abordados pelo relatório estão o Programa do Livro Popular; a participação da FBN na Feira do Livro de Frankfurt, na Feira do Livro de Bogotá e na Bienal do Livro de São Paulo; e a assinatura de convênios com prefeituras e governos para aparelhar bibliotecas públicas pelo país.

Livros de Paulo Autran são doados à ELT

JC Online14.11.2007 - Pouco mais de um mês depois da morte de Paulo Autran, seu acervo de livros, prêmios e documentos já serve à pesquisa e à formação de artistas, incluindo a ELT (Escola Livre de Teatro) de Santo André. A viúva, Karin Rodrigues, afirmou, em entrevista ao Estado de S. Paulo, que toda a biblioteca de Autran foi doada para a ELT. Os prêmios foram confiados por Karin ao Sesc São Paulo.

Já o arquivo pessoal de Autran – que contém dezenas de pastas recheadas com recortes de reportagens que documentam sua própria carreira e a trajetória do teatro brasileiro – já está sob cuidado do Instituto Moreira Salles, que começou a trabalhar na catalogação. Entre as pérolas estão contratos informais firmados entre o ator e as atrizes Marília Pêra e Eva Wilma, além de páginas datilografadas de diálogos seus. No envelope, com a letra do ator, se lê: “Depoimentos gravados: não presta”.

Biblioteca Nacional registra recorde de público

Agência Brasil - Flávia Villela - 10/08/2011 - O número de pessoas que visitaram a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro aumentou em 60% este ano comparado ao mesmo período de 2010. Desde janeiro, mais de 42 mil visitantes já passaram pelas suntuosas dependências da maior biblioteca da América Latina, no centro da capital fluminense. Desde fevereiro, a instituição decidiu ampliar a grade de horários das sessões guiadas e, em julho, o espaço passou a receber visitas no fim de semana.

Minha Biblioteca vai distribuir 560 mil livros aos alunos das escolas da Prefeitura em 2007

Projeto da Secretaria de Educação em parceria com a Câmara Brasileira do Livro é inédito. Pela primeira vez na história, Prefeitura vai distribuir livros de literatura diretamente às crianças de 7 a 10 anos da rede municipal. A legislação brasileira diz que toda criança tem direito à educação.

A Cidade de São Paulo foi além - a partir de agora, todo pequeno paulistano matriculado no ciclo básico da rede municipal terá direito a uma biblioteca pessoal. A cada ano, os alunos vão receber um kit com dois livros e uma maleta com espaço para mais outros exemplares - o objetivo é que ao término do ensino fundamental de oito anos, cada criança tenha em casa a maleta completa com 16 livros.

Museu vai receber acervo do escritor Lêdo Ivo

Gazetaweb - 19.12.2007 - O Conselho Estadual de Cultura aprovou, por unanimidade, a instalação do acervo do escritor alagoano Lêdo Ivo no Museu Palácio Floriano Peixoto. Desde 2005, o acervo está sob a responsabilidade da diretora do Museu Theo Brandão, Leda Almeida, através de uma doação do próprio escritor à professora. “Sempre tive a consciência de dar a destinação correta ao acervo, não apenas para guardar e preservar, mas, principalmente, para criar um circuito musicológico para que o público tenha acesso à trajetória do grande escritor do Estado. Resolvi também passar para a Secretaria de Cultura, porque o secretário Osvaldo Viegas me inspira confiança”, disse Leda Almeida.

País precisará construir 25 bibliotecas por dia no ensino fundamental para cumprir nova lei

Agência Brasil - 02.06.2010 - Amanda Cieglinski - Municípios e estados terão muito trabalho para cumprir a lei sancionada na semana passada que determina que toda a escola deve ter uma biblioteca. O maior desafio está nos estabelecimentos do ensino fundamental: será necessário construir 25 bibliotecas por dia até 2020, prazo limite para adequação à medida. O diagnóstico é de um estudo realizado pelo movimento Todos pela Educação, com base em dados do Censo da Educação Básica de 2008.

Projeto prevê dispensa de licitação para compra e restauração de livros raros

Câmara dos Deputados - Proposta em tramitação na Câmara inclui a aquisição ou restauração de livros raros, preciosos ou especiais nos casos de dispensa de licitação previstos em lei. Atualmente, a Lei de Licitações (8.666/93) já prevê a hipótese de dispensa do processo licitatório para compra ou restauração de obras de arte e de objetos e documentos históricos, desde que tenham autenticidade certificada e sejam compatíveis com as finalidades do órgão ou entidade.

Projeto Ônibus-biblioteca

Cultura - 30/11/2007 - Começou a circular pela cidade o novo ônibus-biblioteca. O veículo doado a Secretaria Municipal de Cultura pela Secretaria dos Transportes foi caracterizado com pintura amarela e letras vermelhas. Além disso, uma foto da Biblioteca Circulante, de autoria do fotógrafo Benedito Junqueira Duarte, estampa o vidro traseiro do veículo. O ônibus-biblioteca é uma unidade móvel de difusão cultural implantada inicialmente por Mário de Andrade, escritor e primeiro secretário de Cultura da cidade de São Paulo.

Rede de bibliotecas no metrô ganha 4ª unidade

O Estado de S. Paulo - 27/10/2007 - por Valéria França - A notícia é boa, principalmente para os brasileiros que esperam um futuro melhor. A iniciativa de instalar bibliotecas gratuitas ao longo das linhas do metrô deu tão certo que a experiência se multiplicou. A primeira foi montada, em 2004, na Estação Paraíso em São Paulo, num quiosque envidraçado, logo após a catraca. Começou com 2.100 livros. Hoje oferece 5 mil títulos a seus 13.994 sócios, que retiram em média 7 livros por mês.

Moradores de bairro tentam resgatar biblioteca centenária em Londres

Folha de S. Paulo - 07/12/2011 - Como centenas de bibliotecas municipais sacrificadas pelo plano de austeridade britânico, a de Kensal Rise também fechou suas portas. Mas a resistência se organiza e os moradores desse bairro multiétnico de Londres não perdem a esperança de vê-la renascer. No exterior do grande prédio vitoriano de tijolos, agora proibido ao público, na esquina de duas ruas povoadas de pequenas casas e de algumas lojas comerciais, uma biblioteca alternativa aparece.

Reforma da Biblioteca Mário de Andrade custará R$ 13 mi

O Estado de S. Paulo - 12/7/2007 - Rodrigo Pereira - Após quatro anos de espera, vai sair do papel a reforma da Biblioteca Mário de Andrade, a segunda maior do País. A Prefeitura de SP assina na segunda-feira (16/7) o contrato, que estipula 30 dias para o início das obras e conclusão em fevereiro de 2009. Inicialmente orçada em R$ 15,8 milhões, o consórcio Concrejato-Tensor venceu a licitação com uma proposta de R$ 13 milhões pela reforma. Além de sanar os problemas críticos da biblioteca, o projeto inclui a ampliação das instalações com a integração ao antigo prédio do Instituto de Previdência do Estado (Ipesp), obras de segurança, construção de acessos pela Avenida São Luiz, Rua da Consolação e Praça D. José Gaspar.

Reforma da biblioteca Mário de Andrade está em fase final

Diário de S.Paulo - 16.06.2010 - Thiago Calil - Um símbolo da cultura paulistana está prestes a reabrir as portas para a população. Após uma profunda e atrasada obra de restauração, que começou setembro de 2007 e deveria ter ficado pronta em 18 meses, a Biblioteca Mário de Andrade, no Centro, está prestes a voltar à ativa, o que deve acontecer em um mês (a data exata ainda não foi definida). A principal novidade será a volta da biblioteca circulante — que faz empréstimos de livros — ao edifício sede da Mário de Andrade, na Rua da Consolação, 94. O tamanho do acervo pode chegar a 60 mil obras.

Sem leilão, acervo de escritor Humberto de Campos é vendido para a prefeitura

Cidade Verde - A Câmara Municipal de Parnaíba aprovou que a Prefeitura de Parnaíba compre o acervo histórico do escritor Humberto de Campos, que faleceu em 1934. O fardão, máquina de datilografia,  que ele usava para escrever os livros e outros objetos, serão adquiridos pelo poder municipal para serem expostos na Academia Parnaibana de Letras. Os objetos estão em poder da família do escritor, mas já foi colocado a leilão e não houve interessados. O acervo custa em torno de R$ 60 mil. A Prefeitura foi autorizada pela Câmara para adquirir por R$ 50 mil.

Sem verba, acervo de Jorge Amado corre risco de perecer

Folha Online - 30.09.2007Luiz Francisco - Mais de 250 mil documentos que retratam sete décadas de vida literária e política de Jorge Amado (1912-2001), um dos escritores brasileiros mais conhecidos e traduzidos no mundo, correm risco de deterioração. Entre as peças há manuscritos, cartas, edições dos primeiros livros, dissertações de mestrado, teses de doutorado, fotografias com personalidades e medalhas. Em crise financeira, a Fundação Casa de Jorge Amado, que abriga o acervo do escritor, cortou o funcionamento do sistema de ar-condicionado, demitiu 50% dos seus funcionários e, a partir de amanhã, passa a adotar mais duas medidas de contenção de despesas.

Maior biblioteca de São Paulo, Mário de Andrade reabre após reforma

Folha.com - 15.01.2011 - Fabio Victor - A Biblioteca Mário de Andrade será reaberta integralmente à população de São Paulo em 25 de janeiro, aniversário da cidade, com muito motivo para festa. Os acervos geral, de artes e de obras raras voltam a estar disponíveis para consulta e pesquisa. O prédio, joia do art déco paulistano, foi reformado e modernizado e artefatos originais, restaurados.

Sistema Municipal de Bibliotecas da Cidade de São Paulo

O Sistema Municipal de Bibliotecas – SMB é composto por 79 bibliotecas públicas municipais localizadas nas diferentes regiões da cidade de São Paulo. Abertas ao público em geral, recebem cerca de quatro milhões de consultas por ano. Atualmente os acervos somam mais de cinco milhões de documentos incluindo livros, CDs, CD-ROMs, DVDs, jornais, revistas, entre outros.

Em 1926, a partir da liberação do acesso ao público da Biblioteca da Câmara Municipal um ano antes, instalou-se na Rua 7 de Abril, n. 37 a Primeira Biblioteca Pública de São Paulo. Sob a inspiração de Paulo Duarte e comando de Mario de Andrade elaborou-se um projeto para estruturar as atividades culturais na cidade através da criação de um Departamento de Cultura. Pelo ato n. 861 de 30 de maio de 1935 consolidou-se a idéia viabilizada pelo grupo de intelectuais de que faziam parte também Antonio Alcântara Machado e Sergio Milliet, entre outros.

Novo Cadastro Nacional de Bibliotecas Públicas

FBN - 09.10.2011 - A Fundação Biblioteca Nacional, por intermédio do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas - SNBP, no uso de suas atribuições legais, e, em cumprimento ao disposto nos artigos 1º, 2º e 3º - Decreto 520 de 13 de maio de 1992, torna público às Bibliotecas de acesso público, que, para efeito de participação em ações de fomento a serem promovidas pela Fundação Biblioteca Nacional, essas devem obrigatoriamente estar inscritas no Cadastro Nacional de Bibliotecas Públicas.

Uma espécie de biblioteca flutuante leva leitura às comunidades ribeirinhas de Sena Madureira

Notícias da Hora -  Jota Guimarães - O pequeno barco de madeira, sem paredes nas laterais, passa despercebido entre tantas outras embarcações que navegam diariamente pelo Rio Caeté, no município de Sena Madureira, a 144 quilômetros de Rio Branco. Mas a carga que ele transporta chama atenção aonde chega e logo reúne a comunidade entorno do batelão. Trata-se de 400 livros do acervo de uma espécie de “biblioteca flutuante” montada pela funcionária pública Ivoneide Santos para levar leitura às comunidades ribeirinhas da região.

Vaticano vai fechar biblioteca para reformas até 2010

BBC BrasilUma das bibliotecas mais antigas do mundo, a do Vaticano, deve ficar fechada pelos próximos três anos, devido a problemas nos edifícios que abrigam a coleção. A decisão foi tomada sem aviso prévio e surpreendeu estudiosos de todo o mundo que utilizam o acervo do Vaticano em suas pesquisas. A coleção vai ser fechada como de costume nas férias do verão europeu, mas diferentemente dos anos anteriores, só deve ser reaberta três anos depois, por volta de setembro de 2010. Os prédios que atualmente guardam o acervo, construídos há 25 anos, foram considerados "inadequados para abrigar com segurança livros antigos".

Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

AMIGOS DO LIVRO - O PORTAL DO LIVRO NO BRASIL
amigosdolivro@amigosdolivro.com.br

ANTES DE PEDIR OU SOLICITAR QUALQUER INFORMAÇÃO AO PORTAL
LEIA PRIMEIRO O "PERGUNTAS FREQUENTES"

 
Nipotech