Dicionário mais antigo em português chega à internet

G1 - Globo - 24/04/2008 - O Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da Universidade de São Paulo (USP) digitalizou e disponibilizou gratuitamente na internet os cerca de 44 mil verbetes do primeiro dicionário da língua portuguesa. O primeiro volume da obra "Vocabulario Portuguez e Latino", do padre londrino radicado em Portugal Raphael Bluteau, foi publicado em 1712. Ao todo são oito volumes e dois suplementos, sendo o último suplemento publicado em 1728. 

Segundo a historiadora Márcia Moisés Ribeiro, pesquisadora e responsável pelo projeto, o trabalho de digitalização durou um ano e três meses e envolveu quatro profissionais. A digitalização da obra faz parte de projeto do instituto para facilitar a consulta de livros raros e de difícil acesso pelo público em geral. 

"Foi um grande trabalho. São aproximadamente 44 mil verbetes que tivemos que listar para consultas on-line", explicou Márcia. Segundo ela, por se tratar de uma obra muito antiga, todos os verbetes foram escritos da forma antiga e atual, com e sem acento, para facilitar a consulta. 

Por exemplo: a palavra assucar (como era escrita antigamente) está disponível nas versões assucar, açúcar e açucar. "Se deixássemos apenas da forma antiga, as palavras nunca seriam encontradas porque as pessoas não iam procurar uma palavra que não conhecem", explicou a pesquisadora. 

De acordo com Márcia, o objetivo da digitalização é evitar o manuseio do dicionário, que é muito frágil e tem folhas de trapo. Ao todo, são dez volumes de cerca de mil páginas cada um, sendo que todas tiveram de ser fotografadas em vez de escaneadas. "O dicionário é um livro muito frágil, não pudemos colocá-lo num scaner porque a luz poderia danificar as páginas. Além disso, tem todo o problema do manuseio. E o nosso principal objetivo é preservar o documento raro", disse.

Ler Mais: G1 - Globo

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

AMIGOS DO LIVRO - O PORTAL DO LIVRO NO BRASIL

FALE CONOSCO

 
Nipotech