PROLER - Programa Nacional de Incentivo à Leitura

O Proler é o mais antigo programa de incentivo à leitura do governo federal, em atividade há 17 anos”.

Instituído em 13 de maio de 1992 pelo Decreto nº. 519, e vinculado à Fundação Biblioteca Nacional (FBN), o Proler foi instalado na Casa da Leitura, no Rio de Janeiro, com o compromisso de promover ações de valorização da leitura, criando parcerias com comitês que promovem a leitura espalhados pelo país.

O Proler estabelece com estes estes comitês, constituídos por pessoas visceralmente dedicadas à causa da literatura, uma relação horizontal de parceria e aprendizado mútuo, onde ambas as partes saem ganhando, em seu objetivo comum de incentivar a leitura.

Estamos em um momento de expansão, nossos caminhos estão abertos tanto dentro da própria FBN e do MinC, como também junto ao MEC. Entre estes, é importante mencionar o Plano Nacional do Livro e Leitura: criado em 2006, o PNLL, vem desempenhando um papel fundamental no campo da ação pública em favor da leitura".

PROLER

Saber ler é uma exigência das sociedades modernas. Há, contudo, uma importante diferença entre saber ler e a prática efetiva da leitura. Se a habilidade de leitura é uma necessidade pragmática e permite a realização inclusive de atividades básicas, como deslocar-se de um ponto a outro, fazer compras e realizar tarefas cotidianas, entre outras ações, a prática da leitura é importante instrumento para o exercício da cidadania e para a participação social. Foi para estimular isso que, em 13 de maio de 1992, através do Decreto Presidencial nº 519, instituiu-se o PROLER (Programa Nacional de Incentivo à Leitura), vinculado à Fundação Biblioteca Nacional, órgão do Ministério da Cultura. O Decreto nº 4.819, de 16 de agosto de 2003, que aprovou o novo Estatuto da FBN, veio fortalecer os objetivos do Programa. O PROLER tem sua sede na Casa de Leitura situada no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro.

Objetivos do Programa

. Promover o interesse nacional pela leitura e pela escrita, considerando a sua importância para o fortalecimento da cidadania;

. Promover políticas públicas que garantam o acesso ao livro e à leitura, contribuindo para a formulação de uma Política Nacional de Leitura;

. Articular ações de incentivo à Leitura entre diversos setores da sociedade;

. Viabilizar a realização de pesquisas sobre livro, leitura e escrita; e

. Incrementar o Centro de Referência sobre leitura.

Diretrizes

. Diversidade de ações e de modos de leitura manifestados: nas práticas de leituras promovidas; nos locais e instituições abrangidos; nos gêneros textuais considerados; nas atividades organizadas.

. Especificidade do ato de ler, entendendo-se que atos de leitura exigem modos próprios e competências específicas.

. Articulação entre leitura e cultura, não se compreendendo a leitura fora dos contextos nos quais se expressam a riqueza da vida humana e as suas produções.

. Prioridade da esfera pública, concretizando-se ações voltadas aos interesses da maioria da população leitora e não-leitora. Como é ela que, de modo geral, concentra a maioria das ações e dos agentes de leitura -- professores das redes públicas --, deve-se pensá-la como irradiadora das práticas leitoras.

. Publicidade da leitura, enfatizando-se que ela precisa ser tema na cena social.

. Democratização do acesso à leitura, pela disponibilização de material de leitura em bibliotecas escolares e públicas, em salas de aula e em salas de leitura em locais públicos.

Vertentes

Para viabilizar tais diretrizes o PROLER estabeleceu 3 eixos de ação:

. Fomento e divulgação

. Formação Continuada de Promotores de Leitura

. Pesquisa e Documentação

Ações

O PROLER quer contribuir, por meio de ações afirmativas, para que se criem condições de exercício da leitura, respeitando-se as diversidades culturais e sociais de um país como o Brasil. Para isso, foram definidas as seguintes ações estratégicas:

. Formação de uma rede nacional de incentivo à leitura;

. Cursos de formação de promotores de leitura;

. Assessoria para implementação de projetos de promoção da leitura;

. Implementação da política de incentivo à leitura na Casa da Leitura, com cursos, palestras e outras atividades;

. Criação da rede de referência e documentação em leitura;

. Assessoria para Implantação de bibliotecas para crianças, e para jovens e adultos; e

. Sistema de acompanhamento e avaliação.

Sede

A Casa da Leitura, sede do PROLER, visa à implementação de políticas do Programa Nacional de Incentivo à Leitura. Para isso, promove cursos, palestras, exposições, oficinas, com o objetivo de incentivar e promover a leitura, tendo reorientado suas atividades para alcançar um público prioritário: professores, bibliotecários e agentes de leitura das redes públicas. A Casa da Leitura possui duas bibliotecas demonstrativas, uma para o público infantil e outra para jovens e adultos. Estas bibliotecas, além de constituírem referência para a criação de outras, recebem também visitas programadas de grupos e escolas.

Comitês Proler

Nacionalmente o PROLER desenvolve ações em parceria com secretarias de cultura e de educação (municipais ou estaduais), universidades, bibliotecas, ONG´s e outras instituições, estabelecendo convênios e constituindo os Comitês. Em todas as Unidades Federadas atuam Comitês do PROLER, promovendo ações de práticas leitoras. A promoção da leitura tem efeito multiplicador, fazendo com que novos parceiros se integrem ao Programa.

Mais informações:

Comunicação dos Coordenadores de Comitês com o PROLER Nacional: proler2008@bn.br
 
Assuntos Gerais referentes à Casa da Leitura, sede nacional do PROLER: casadaleitura@bn.br
 
Endereço: Rua Pereira da Silva, 86 - Laranjeiras - CEP.: 22221-140 - Rio de Janeiro - RJ - Telefone: 2557-3933 (direto).

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

AMIGOS DO LIVRO - O PORTAL DO LIVRO NO BRASIL
amigosdolivro@amigosdolivro.com.br

ANTES DE PEDIR OU SOLICITAR QUALQUER INFORMAÇÃO AO PORTAL
LEIA PRIMEIRO O "PERGUNTAS FREQUENTES"

 
Nipotech